Você está aqui
Home > Notícias > Salario Minimo Japão – Saiba o Valor por Profissão e Região

Salario Minimo Japão – Saiba o Valor por Profissão e Região

salario minimo japão

Muitos brasileiros estão deixando o Brasil para ganhar a vida no oriente. Afinal, o salario minimo Japão enche os olhos de muita gente.

Não é de hoje que o Japão atrai centenas de brasileiros que objetivam “fazer o pé de meia” e voltar para o Brasil depois.

No entanto, é preciso entender que o salario minimo Japão é calculado de forma bem diferente do que aqui. Isso sem contar que o valor pode variar de região para região bem como de idade e gênero de cada pessoa.

Desse modo, o salário é calculado por hora trabalhada no Japão, sendo que o salário mínimo também tem o seu valor estipulado por hora.

Como o país praticamente não possui inflação, os reajustes salariais são bem pequenos, sendo que em 2018 o salário mínimo sofreu um reajuste de 3%, o maior desde 2002.

salario minimo japão

Salário mínimo Japão

Conforme já antecipamos o valor do salario minimo Japão varia de acordo com a região, mas na média geral ele costuma ser bastante atraente.

O valor médio do salário no país é de 848 ienes por hora. Isso quer dizer que uma pessoa chega a ganhar até 7.632 ienes por dia, o que corresponde a R$ 273,52 no Brasil.

A carga horária de trabalho não é muito diferente daqui, girando entre 8 e 9 horas diárias. Caso o trabalhador faça hora extra, ele recebe 25% a mais por hora trabalhada.

Ao considerar 22 dias de trabalhos no mês, o valor médio do salário mínimo é de R$ 6.017,44, bastante atraente não?

Salario Minimo Japão por diferentes regiões

Como dissemos, o salario minimo Japão varia de região para região bem como entre pessoas de diferente sexo e idade.

Nas principais cidades japonesas, o valor por hora trabalhada é:

  • Kumamoto – 737 ienes;
  • Hiroshima – 818 ienes;
  • Hyogo – 884 ienes;
  • Wakayama – 777 ienes;
  • Chiba – 868 ienes;
  • Kyoto – 856 ienes;
  • Nagasaki – 737 ienes;
  • Saga – 737 ienes;
  • Okayama – 781 ienes;
  • Tottori – 738 ienes;
  • Osaka – 909 ienes;
  • Tóquio – 958 ienes.

Um outro fato curioso é que no Japão também há variação no salário mínimo de acordo com o sexo e faixa etária do trabalhador.

quanto ganha cada profissão no japão

Quanto ganha cada profissão no Japão?

Normalmente, nas províncias maiores os salários costumam ser mais altos no país. Afinal, é nessas províncias que existem mais indústrias e também mais população.

Cada profissão possui a sua média salarial, sendo que há uma variação bastante grande nos valores pagos.

Há profissões que são muito bem remuneradas no país, por isso, escolher a profissão certa pode fazer toda a diferença para quem quer ir trabalhar no Japão.

Dentre as principais profissões, podemos citar:

  • Atendimento ao cliente – 10.000.000 ienes anuais equivalente a R$ 358.380,65;
  • Analista de risco – 16.000.000 ienes anuais equivalentes a R$ 573.409,04;
  • Diretor ou gerente – 13.750.000 ienes anuais equivalentes a R$ 492.773,39;
  • Engenheiro de materiais – 10.200.000 ienes anuais equivalentes a R$ 365.548,26.

Essas são apenas algumas das inúmeras opções de profissões disponíveis no país. Esses valores também são uma média anual.

Dessa forma, um profissional que ocupa um dos cargos acima citados pode ganhar ou mais ou menos do que mencionamos.

Tudo irá depender da região, do tamanho da empresa, do gênero do funcionário, da sua idade bem como de outros requisitos.

Qualquer brasileiro pode ir trabalhar no Japão

Qualquer brasileiro pode ir trabalhar no Japão?

Apesar de ser algo bastante tentador, nem todo brasileiro pode ir trabalhar no Japão. Para conseguir um visto de trabalho há dois caminhos: ter descendência japonesa comprovada ou um trabalho que já o esteja esperando.

O visto por descendência é dado somente até a terceira geração, sendo que ele é válido tanto para o cônjuge quanto para os filhos e a solicitação é feita por meio do consulado japonês.

Já para quem não tem descendência, o visto de trabalho é de apenas 3 anos, sendo necessário comprovar ao consulado que você já fechou o vínculo empregatício com uma empresa de lá.

Será necessário, portanto, preencher um formulário de solicitação de visto, enviar uma foto 5×4 ou 3×4 nítida e recente e o passaporte com validade mínima de 6 meses.

Além disso, será preciso apresentar a certidão de antecedentes criminais emitido pela Polícia Federal nos últimos 90 dias bem como o mesmo documento emitido pelo órgão do estado onde reside.

Dá para viver com salário mínimo Japão

Dá para viver com salário mínimo Japão?

Apesar do salário ser bastante tentador, o custo de vida no Japão é bastante alto. Por isso não é possível levar o mesmo padrão de vida que aqui.

Ou seja, para conseguir fazer uma poupança lá e depois voltar para o Brasil, é preciso adotar um estilo de vida bastante econômico.

Dessa forma, quem consegue fazer bom uso do dinheiro e viver economicamente, ao fazer a conversão de ienes para reais, consegue fazer uma boa poupança no Brasil.

Então vale a pena trabalhar no Japão?

Para quem quer passar um tempo trabalhando bastante, com um custo de vida bastante baixo, vale a pena trabalhar no Japão.

Afinal, como o salário é bem maior que aqui, é possível fazer uma boa poupança em reais. No entanto, ao se considerar a qualidade de vida e rotina de trabalho, podemos dizer que é bastante exaustivo a vida lá.

Além de ter um custo bastante alto, impossibilitando ao trabalhador viver com regalias, a cultura local também é bastante diferente da nossa.

No entanto, o país também apresenta algumas vantagens, pois é um lugar com uma segurança pública muito melhor que a nossa, isso sem contar o sistema de saúde bem como a educação no país.

Em outras palavras, é preciso levantar os prós e os contras, e ver se você realmente está disposto à essa mudança de vida.

Para quem tem facilidade em adaptação, assim como gosta de conhecer culturas diferentes, essa pode ser uma boa oportunidade.

E você, o que acha de passar uma temporada trabalhando no Japão? Deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa notícia com seus amigos nas redes sociais.

Deixe uma resposta

Top